sexta-feira, 28 de maio de 2010

Sem manual, me ame

 
 
eu que tão pouco sei de mim
que teimosa e cheia de caras
vou à busca de algo sem fim
olhando nos olhos, quebrando barreiras

meu manual quebrado
meu disco lascado
e eu aqui nem penso
em mudar todo o sentimento

os amores e desejos
algo preso bem aqui dentro
e gritado, cantado, falado
me faz muda me faz sonetos

meus livros me descrevem
meus olhos me entregam
e eu já nem sei falar meu nome
de tantos outros, me esqueço

se tens medo por não saber quem sou
se tens medo por não saber me decifrar
se tens medo e não arriscas
é porque realmente não sou quem sonhou

deixei de lado o manual do passado
meio louca, fora de mim
bebi um vinho meio gelado
tonta, me perguntei qual será o fim?

se souberes me diga, me entenda
me decifra, me beba, me tenha
aos teus braços e mesmo sem definição
tenhas enfim, coragem e me ama.

2 comentários:

Camilla Aloyá disse...

que bonito!

Nani disse...

esse aqui é o que mais gosto, pois me encanto quando falam de amor. Continue nesse tema, você descreve muito bem tal sentimento..

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...