quinta-feira, 1 de julho de 2010

Inspiração


Será preciso sofrer para ter inspiração para escrever belos poemas e algumas canções? Será preciso sofrer para ter vontade de fazer dieta e emagrecer?
Por que as pessoas (isso me inclui) não conseguem se inspirar na felicidade. Tudo precisa mesmo ter um q de nostalgia?
A dor é mais bela embora seja mais sofrida?
Tantas dúvidas que nem daria para colocar no marcador "A pergunta que não quer calar".
Também não cabe no twitter, pois lá só posso postar 140 caracteres.
Então, será que por aqui, vcs podem me ajudar a desvendar esses mistérios???

Beijo e me siga no twitter: @thaissa10

5 comentários:

GIL ROSZA disse...

Hahahaha. Tua pergunta é mto manera. Jung quando pesquisou sobre criatividade notou que os muito felizes eram pouco criativos ao passo que os muito criativos eram infelizes. Coincidência ou não, o Leandro Konder escreveu um artigo no JB, comentando que alguns dos maiores gênios da literatura e das artes no geral se mataram, tinha até uma listinha dos 10 gênios que foram pro saco. Jung não sabia a resposta, mas desconfiava que o muito feliz é tão bem resolvido e livre de conflitos, que em vez de parar pra pensar e escrever sobre a felicidade, ele prefere mesmo curtir ela.

achei legal os artigos, os dois links tão aqui:

http://jbonline.terra.com.br/jb/papel/colunas/konder/2003/06/27/jorcolkon20030627001.html

http://jbonline.terra.com.br/jb/papel/colunas/domingo_listas/2004/07/10/jorcoldml20040710001.html

Camilla Aloyá disse...

escrevi sobre isso esses dias...

http://camillapreta.blogspot.com/2010/06/me-de-motivo.html

e Gil tem total razão se embasando teoricamente em Jung... rs...

Gatos na Cama disse...

Escrevi essa mesma pergunta a um tempo atrás, mas não cheguei a postá-la no blog! E, pegando carona no comentário da Gil, eu daria tudo pra ser a pessoa que curte a felicidade e não a que escreve sobre ela!

Mariana Cruz disse...

With its license...

A dor definitivamente não é e nunca será mais bela. Acho que é cultural ir pelo caminho mais difícil (a corrente segue para isso), porque sempre olhamos o que está a nossa volta e pelo pior ângulo e sempre olhamos para dentro e pelo pior ângulo... falta junção... equilíbrio!

Mais 2hs e eu encarnaria Freud rs

“Conhecer-se a si mesmo é uma grande valia para a felicidade, tanto para termos noção mais concreta de nossas potencialidades quanto para sabermos dos nossos defeitos”

(DEMO, 2001).

Beijo.

CHica da Silva disse...

Ola!
Lembra q eu nao escrevia mais no meu blog? Comentei q eu estava bem demais pra escrever. Pois bem, pq de fato, eu aprendia curtir a minha felicidade (claro, q momentos tristes todos temos, mas temos q ter noçao pra saber qdo parar c essa melancolia e seguir)
O q a Gil disse é muito fato mesmo. nao vê a maioria dos filosofos?morrerm em suas solidoes, loucuras..tentando entender a humaninidade. escrevem coisas belissimas, mas qual o custo disso?pra eles a dor, pra mim, apenas um bom papo de bar rsrsrs
Lembra do filme q comentei q vi no cine glbt?a artista q era apaixonada pela atriz e devido a essa paixao, e o fato da atriz ser impossivel, ela fazia quadros belissimos. Qdo ela teve a inspiraçao dela com ela, ou seja, foi namorar a atriz, o sofrimento acabou e ela (nem a atriz), conseguiam inspiraçoes pras suas atividades profissionais. O curta nao fazia uma apologia a dor, mas sim, levantava um questionamento. Até q ponto a nossa cultura valoriza a dor, o sofrimento?Como disse, isso faz parte da nossa evoluçao, mas precisamos ter o bom senso de conhecer o limite e perceber q vivendo muito essa dor, esquecemos de viver uma vida mais leve, mais feliz. Cada um precisa encontrar o seu modo de inspiraçao e a felicidade tem sim sua fonte riquissima de inspiração. é rpeciso encontrar. é facil?claro q nao..quer moleza?senta no pudim ne?rs..mas se quisermos, a gente consegue. Uma coisa q aprendi muuuito com a doutrina de kardec é que somos responsaveis pela nossa felicidade, q nossa mente é fruto dos nossos pensamentos. nada mais. uma simples máxima, mas carregada de conceitos rs
enfim..chega rs
eu "falo" muito

beijos mocinha

p.s: como disse a mariana..eu tbm digo: mais 2 h eu encranaria freud, kardec, nietzche..mas como seu meu limite, paro por aqui ne?rs...se nao de "papo leve", passa pra um papo dolorido ja rsrsrs

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...