quinta-feira, 6 de maio de 2010

Este é o país da Copa



Enquanto a África do Sul está em foco devido à Copa do Mundo de Futebol, barbaridades continuam ocorrendo no país. Um relatório divulgado pela ONG ActionAid denuncia o aumento do chamado “estupro coletivo de lésbicas”, que tem por objetivo “curar” o lesbianismo e castigar quem pratica “atos anormais”. De acordo com a organização, só na Cidade do Cabo, dez mulheres por semana estariam sendo violentadas. Os ataques são tão graves que, em muitos casos, terminam em morte.
As autoridades do país dizem que apenas 31 casos foram reportados até o momento, mas as entidades crêem que há conivência do poder público com essa violência. Este tipo de prática pode estar aumentando justamente devido a maior visibilidade lésbica, hoje, na África do Sul. Ao mesmo tempo que o movimento ganha força, os opositores o vêem como uma ameaça à cultura tradicional.
Acho um absurdo esse tipo de coisa ainda acontecer em pleno século XXI. Acho que todos nós, gays, heteros, lesbicas, bis, simpatizantes e todos os etc deveríamos nos unir para divulgar notícias assim e, quem sabe, conseguimos, mudar essa realidade. É só expondo o problema que situações como esta deixam de acontecer.
Enquanto essas mulheres sofrem, o país se prepara para receber um dos maiores eventos esportivos mundiais. Mais uma vez vejo a cultura do "pão e circo".

2 comentários:

GIL ROSZA disse...

a violência em nome das causas e das curas é sempre lamentável. novamente a intolerância servindo de mão para tentar arrancar pessoas de seu direito a uma escolha.

Camilla Aloyá disse...

isso é muito complicado... acabo que nesse momento não conseguindo formular alguma idéia concreta, isso é pauta para um gradioso debate.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...